Newsletter
lifestyle
30 dez 17

O Novíssimo Questionário Proust: Vanessa Rozan

Descolada, linda e descomplicada. Vanessa Rozan é daquelas pessoas que dá vontade de ser a melhor amiga. A energia da makeup artist, que está todos os sábados no programa “Esquadrão da Moda“, no SBT, e tem como segunda casa o Liceu de Maquiagem – sua escola em uma pequena rua de Higienópolis, em São Paulo, –, é contagiante. Para nós, a mãe de Pina, de 3 anos, responde ao famoso questionário preenchido por Proust no século 19.

vanessa-rozan-murilo-yamanaka-1

Qual é a sua maior virtude?
Generosidade

E o seu maior defeito?
Autocrítica, incapacidade de dizer não

A característica mais importante em uma mulher?
Honra

E em um homem?
Honra

Qual o seu maior arrependimento?
Não ter me juntado à Cruz Vermelha aos 30 anos

E o que te dá medo?
Aviões. De-tes-to

Um ser humano ainda vivo que admira
Minha mãe

Uma extravagância
Joias

O que você mais aprecia nos seus amigos?
Honestidade, custe o que custar

Qual a sua ideia de felicidade?
Pequenos momentos de eternidade

E o que seria a maior das tragédias?
Que a gente não dê conta de salvar esse mundo

Uma mentira sincera
“Vai passar”

Quem você gostaria de ser, se não fosse você mesma?
As mulheres que mapearam as estrelas

E onde gostaria de viver?
Numa fazendinha

Quem são seus heróis na ficção?
Não os tenho

Um amor eterno?
Pina

E um amor que acabou?
O amor romantizado

Qual a sua palavra favorita?
Devir

O que você mais detesta?
Incongruência de fala, ação e sentimento

Quais são os personagens históricos que você mais despreza?
Os mesmos que todos detestam

Qual dom natural você gostaria de possuir?
O do teletransporte

Como você gostaria de morrer?
Em paz

Que defeito é mais fácil perdoar?
Os próprios

Um verão perfeito
Na Sicília

Segue ela:

Facebook
facebook.com/vanessarozan

Instagram
@vanessarozan

Betty Rachíd
Deixe um comentário
lifestyle
25 dez 17

SENTE-SE, VAMOS TOMAR UM CHÁ…

Porque hoje o HB faz dois anos…

aniversariohb_5

“Sente-se, vamos tomar um chá…”

Vamos fazer de conta que a vida não acaba amanhã, ou que se acabar, valeu pelos momentos que saboreámos… aqueles que deixámos que se derretessem no paladar apurado e relaxado até à última gota, sem a pressa nem ânsia de saber o que vem a seguir…

Às vezes acho que a vida passa demasiado rápido por nós, porque nós passamos demasiado rápido por ela! Corremos desenfreadamente à procura de algo que perdemos no caminho (com a pressa), o hoje passa a anteontem em segundos, e o caminho para o futuro cruza-se com vários fins que nem sentimos que atingimos…

aniversariohb_1

Hoje este espaço faz dois anos! E a única vontade que tive foi de me sentar, e tomar um chá em boa companhia – a vossa!

Porque o mundo anda louco e não respira… e a loucura do viver às vezes nos leva para um mundo em que não vivemos realmente… o imediato da informação passou à antecipação, da antecipação à previsão… e o agora tornou-se um lugar escuro (ultrapassado) em que ninguém quer estar.

Por isso refreei os ânimos (mas nunca o entusiasmo ou excitação), e tracei um novo rumo para estas quatro paredes virtuais… Porque sinto que já nada se saboreia – ou mastiga sequer – que esgotamos recursos materiais, energias, imaginação, tempo e paz de espírito em produções galopantes que perdem o valor em dois tempos porque o tempo urge e o mundo pede o novo, o novo, o novo… quero investir mais tempo a falar de projetos em que acredito, de pessoas com valor, e de tudo o que alma me ditar sem pressa, sem razão, mas com um sentido. –

Sempre segui o meu instinto, espírito e vontades, e desta vez não vai ser diferente. Há espaço para os looks, para as inspirações, para as tendências, desfiles e sugestões de compras. Tudo faz parte de nós e da vida. Mas tem que haver espaço para saborear coisas boas sem mediatismos mediáticos. Tem que haver espaço para o que não tem tempo.

Essa é a minha proposta.

Vamos contar histórias, fazer parte delas e deixar uma marca…

sem pressa… porque o sabor de tudo encontra-se na degustação…

Betty Rachíd
Deixe um comentário
lifestyle, Moda & Estilo
24 dez 17

WORK IT OUT: COMO SE VESTIR PARA O AMBIENTE DE TRABALHO CONTEMPORÂNEO?

|…De uns tempos para cá a moda tem colocado em patamares elevados tudo que remete à praticidade aliada à qualidade de vida. Tem o vestido camisola, o casaco tipo robe… E, dentre essas ondas que resgatam tendências passadas, uma delas vem fazendo a cabeça de muitos homens. Com uma forte influência dos anos 90, o messy hair – ou cabelo bagunçado – mostra que os homens também tem artifícios de beleza muito bacanas se tiverem vontade de mudar mais ainda seu visual.

 

reiss-2016-professional-work-style-fashions-010-800x557 reiss-2016-professional-work-style-fashions-008 reiss-2016-professional-work-style-fashions-002 reiss-2016-professional-work-style-fashions-006-800x801

Betty Rachíd
Deixe um comentário
lifestyle
22 dez 17

Conheça o estilo de Jenny Walton, que mistura vintage e fast-fashion como ninguém.

Ela é uma verdadeira inspiração para os looks de cada dia.

Jenny Walton é uma ilustradora talentosa e diretora de moda do site The Sartorialist, onde trabalha ao lado do namorado Scott Schuman. A americana, moradora do Brooklyn, tem um olhar certeiro para garimpos vintage, que são sempre destaque em seus looks. Para compor as produções, ela também adora comprar na Zara e na J. Crew, e deixa para gastar alguns dólares a mais só quando a peça realmente vale a pena – como com sapatos ou com algo que ela vá usar por muitos anos, como a saia dourada da Gucci.

Talvez a característica mais inspiradora do estilo da moça, que tem 26 anos, seja a sua capacidade de usar uma mesma roupa de maneiras completamente diferentes. Segundo ela, a única diferença entre seus looks do dia a dia e os de semana de moda é a versatilidade: “Eu viajo por algumas semanas com uma só mala – é um desafio! Eu preciso ser mais inteligente e eficiente do que quando estou em casa, porque tenho bem menos espaço”, conta.

Em seu guarda-roupa, predominam as silhuetas clássicas – não à toa, Audrey Hepburn é uma grande inspiração. Jenny Walton não dispensa as saias rodadas, mas prefere tops mais ajustados. Vestidos com cintura marcada, saias plissadas, jaquetas com referências chinesas e lenços no pescoço também são recorrentes em suas produções. “Eu adoro meu pescoço e meu maxilar, então uso muito meu cabelo para trás e brincos enormes. Como eu sei que é uma parte do corpo de que gosto, escolho valorizar isso e me sinto bem assim”, diz ela.

Abaixo, confira alguns dos looks de Jenny:

Betty Rachíd
Deixe um comentário